Sexualidade

Todo adolescente é diferente!

Antes que comece a ler este texto, pare e pense em quantos anos você tem hoje, ou melhor, exatamente agora. Agora veja que dia é hoje e tente se lembrar desse período no ano passado. Tem certeza disso? É claro que aquela pessoa também era você, mas hoje você não se sente completamente diferente do que era há um ano atrás?

Provavelmente muitas das coisas que você gostava já foram deixadas de lado, pois agora você tem interesses que parecem muuuuuuuuito mais interessantes do que suas prioridades do ano passado.

Isso tudo é mais que apenas uma questão de crescimento. Pode chamar isso de evolução. É claro que você está crescendo, fisicamente e psicologicamente falando, mas a cada novidade que está tendo contato está deixando aquele seu “Eu passado” para trás e caminhando em direção do seu “Eu futuro”.

Em meio a essa constante mudança, você sente que é completamente uma nova pessoa a cada ano que passa. Às vezes até em um período menor de tempo você pode chegar a essa mesma conclusão.

Até aqui está tudo legal, não é? É bom sentir que estamos crescendo e somos cada vez mais confiantes com nós mesmos. Mas por outro lado, junto com toda esta evolução, existem algumas coisas um pouco angustiantes...

Com todas estas mudanças e descobertas, virão algumas questões que você não tem uma resposta fácil, e o que é pior, às vezes quando temos as respostas, acaba que nos angustiamos ainda mais, já que logo depois vem outra questão que parece ser muito mais complicada do que a anterior.

Provavelmente o principal exemplo que veio à sua cabeça é o Sexo. Não é constrangedor ter que perguntar a alguém sobre esse assunto?

É sobre isso que esta sessão deste site se trata. A Cegonha não é apenas aquela que vai trazer o bebê (ainda mais que nessa idade você não acredita mesmo nesta história), mas então permita que ela seja sua amiga, já que poderá te ajudar a responder algumas destas questões sobre sexo sem te deixar vermelho!

Então se ajeite em sua cadeira, e voe junto com a Cegonha para dentro desse “mundo estranho” chamado sexualidade. Provavelmente você voltará dessa viagem muito mais seguro sobre este assunto do que se sente agora.

O QUE É SEXO?

Sexo! Sexo! Sexo! Sexo! Aaaaaargh! Parece até perseguição! Para todo lugar que você olha alguém está tentando dizer algo novo sobre sexo. Seja na televisão, nas revistas nas vitrines das lojas...

É aquela apresentadora que está vestida supersexy para te indicar o mais novo clipe daquela cantora ainda mais sexy... É a propaganda de refrigerante com modelos saradíssimas, que com certeza não devem tomá-lo para manter aquela barriguinha...

Sem falar em outros milhares de produtos anunciados por lindas e lindos modelos que aproveitam sua sensualidade para te vender desde pasta de dente até o carro dos seus sonhos...

E daí você se lembra que tem gente que ainda diz que sexo deve ser feito apenas depois do casamento... Quem está certo nessas horas?

Muitas vezes a religião é que traz essa visão, e nesse caso você deve respeitar sua crença. Mas e desde quando alguma celebridade destas que aparecem na mídia aguarda até o casamento para fazer sexo?

Agora você se pergunta de novo: “Quem está certo?”, para depois perguntar: “E quando será a minha primeira vez?”

Assunto complicado, não é? Mas tem uma pergunta ainda mais importante a ser feita nessa hora:
“- Você está pronto?”

Você está pronto?

Sexo é um assunto complicado mesmo. Sempre foi, e provavelmente sempre será.

São muitos tabus, muita influência, muitas visões do que é o certo ou não e isso tudo acaba mexendo ainda mais com sua cabeça...

A Cegonha não pretende te dizer quando é a hora certa de fazer sexo, mas sim para te ajudar a encontrar respostas para suas dúvidas. Acreditamos que com a informação você poderá pensar a respeito e decidir qual é a melhor escolha a ser feita.

Assumir a responsabilidade pelo que faz, é um sinal de evolução, e com certeza você tem interesse neste objetivo. Portanto quando, com quem, e como você terá sua primeira experiência sexual será uma decisão que terá que realizar acompanhado apenas de sua consciência.

Seus pais podem ter a opinião deles, ou talvez ainda não tenham parado para pensar neste assunto quando se refere a você.

Seus amigos também têm a opinião deles. Além disso, talvez seja mais fácil conversar com eles, já que eles sempre estão lá para te ajudar. Mas isso ainda não basta. Não é o suficiente mesmo!

Alguns podem te incentivar, outros talvez possam contestar decisões sobre esse assunto. Mas será que eles também estão preparados?

Às vezes tem aquele amigo, ou amiga, que te disse que já fez. Será que fez mesmo? E mais. Será que estava realmente pronto, ou pronta, para esse momento?

De qualquer forma. Ouça o que todos têm a falar. Isso também é aprendizado. Você pode levar em consideração todos os benefícios que eles falam, mas não pode se esquecer que também existem conseqüências...

O mais importante de tudo é que a responsabilidade é sua. E se você está pronto ou não só dará pra saber se você se informar bastante a respeito do assunto.

E a propósito... Sexo é uma coisa. Saúde sexual é outra. Você já ouviu falar a respeito disso? Então clique no próximo link.

Saúde sexual

Você sabe o quanto é importante cuidar da saúde. E você também deve saber das conseqüências que a falta de cuidados com sua saúde causarão no futuro. A saúde sexual funciona da mesma forma.

Ser uma pessoa sexualmente saudável significa que você está preparado para evitar doenças sexualmente transmissíveis (DST), evitar casos de violência, evitar injustiças contra si próprio e também evitar falsas idéias que as pessoas podem ter sobre você, como boatos e fofocas...

Opa! Quanta coisa! Talvez você não esteja tão preparado assim, não é mesmo? E tem mais!

Também significa que você se sente à vontade com sua sexualidade e sabe controlar positivamente sua própria habilidade sexual. Assim como sua capacidade de reprodução. Assim como seus desejos. Assim como seus sentimentos...

Quando saber se é amor?

Como saber diferenciar uma pessoa que você ama a uma que você quer apenas ter uma relação sexual? Essa é uma dúvida que não pode ser respondida de uma forma simples.

É difícil saber se você está amando. É tão normal que as pessoas passem por alguns momentos de encanto por outra pessoa e depois de um tempo já não sintam mais nada...

Portanto o fato de estar apaixonado por alguém não pode ser utilizado como único motivo para tomar uma decisão mais avançada como fazer amor. Antes de tudo você deve procurar por respostas dentro de si mesmo e ver como se sente em relação a esta pessoa:

  • Você acredita nela?
  • Você se sente bem quando está próximo a ela?
  • Você gostaria de ser íntimo dela?
  • Você se sentiria à vontade estando nú em frente dela?

Vamos esquecer um pouco do assunto e começar a pensar se o relacionamento vale a pena:

Um bom relacionamento:
Um relacionamento bom pode mudar o mundo para melhor! É verdade! Suas vidas ganharão um tempero extra chamado amor, que faz com que até aqueles dias chatos de frio e chuva não fiquem tão ruins assim. Mas como definir um bom relacionamento? Bem, esse é o relacionamento em que você pode continuar sendo você mesmo, ao mesmo tempo em que é a metade de um casal. Não entendeu? Então veja o contrário.

Um mau relacionamento:
Um relacionamento ruim é aquele quem em que você não se sente você mesmo. Aquele que você se sente obrigado a fazer coisas que você não quer, ou talvez coisas que não faria caso estivesse sozinho.

Simplificando as coisas, tenha certeza de saber quem você é, o que você quer e com o que você se sente bem. Caso você sinta alguma pressão para fazer algo que não te agrada, provavelmente esse não é um relacionamento ideal.

Às vezes aquilo que a gente acha que é amor se inicia como uma paixão-cega, mas depois de um tempo ele já não é tão forte.

Amar alguém significa conhecer e respeitar as características de uma outra pessoa. Todos têm qualidade e defeitos, assim como você, e o respeito e a compreensão destas características podem ser a cola de um relacionamento legal!

Amor significa respeitar espaço e tempo. É saber que seu par está sempre ao seu lado, até mesmo quando não pode estar fisicamente perto de você.

Você pode escolher iniciar uma relação sexual com aquele que você ama. Assim como também pode deixar para depois. Lembre-se que existem várias maneiras de expressar seu afeto por alguém, e o sexo é só uma delas.

Escolher não ter sexo não significa que você não ame a outra pessoa, e sim que você encontrou outras maneiras de expressar seus sentimentos. Quer saber como um relacionamento pode ser ainda melhor? Leia no próximo tópico!

Relacionamentos saudáveis

Cada pessoa é diferente uma da outra. Você é diferente de seus pais, assim como de seus amigos e também como de qualquer outra pessoa neste mundo.

Você age de uma forma quando está solteiro, e é interessante que também aja dessa forma quando está em um relacionamento, pois dessa forma consegue manter sua identidade pessoal.

Quando isso acontece, pode ter certeza, este é um relacionamento saudável. Tanto você como seu par se sentem bem individualmente, assim como se sentem bem sendo um par.

Sem dúvida, todas as relações também são diferentes. Cada casal é feliz de uma forma diferente de outros, tão felizes quanto o primeiro. O que torna estas relações saudáveis similares são 5 coisas que elas compartilham em comum:

  1. Segurança
    Em uma relação saudável, as duas pessoas se sentem seguras. Você não tem que se preocupar se o seu parceiro vai te machucar fisicamente ou emocionalmente, e você também não tem nenhuma intenção de machucar seu par. Você pode fazer mudanças de acordo com sua forma de ver as coisas sem ter medo do jeito que seu parceiro poderá responder.
  2. Honestidade
    Você não precisa esconder nada importante de seu par e vice-versa. Ambos podem dizer o que pensam sem medo de ser ridicularizado. Vocês podem admitir quando erram, além de poderem resolver desentendimentos conversando honestamente um com o outro.
  3. Aceitação
    Um aceita o outro como é. Você aprecia as características de seu par, assim como a timidez ou expansividade, e não tenta mudá-los. Se você se incomoda com este tipo de característica, não deveria estar com esta pessoa, não é?
  4. Respeito
    Vocês respeitam um ao outro e seus direitos de terem opiniões e idéias diferentes. Ninguém se sente melhor ou pior do que o outro por não terem concordado sobre algum assunto.
  5. Diversão
    Um bom relacionamento não se resume apenas a como duas pessoas se tratam. Também tem que ser divertido (se não for divertido, você está fazendo o que por aí?). Uma relação saudável é aquela na qual você se sente energizado e vivo na presença de seu par.

O que sempre temos que cuidar é do oposto de uma relação saudável, que podemos definir de relação abusiva, que são aquelas que se transformam falta de respeito, descontrole ou até mesmo medo.

Infelizmente alguns relacionamentos que começam às mil maravilhas podem acabar se tornando abusivos. Ciúmes, sentimento de culpa por ter feito algo errado podem desintegrar uma relação, podendo com o tempo acontecer xingamentos, ameaças e até mesmo violência.

Se você suspeitar que sua relação está se tornando abusiva, então tem uma grande chance do abuso se tornar realidade. Provavelmente você acredita que estaria melhor fora deste relacionamento, mas tem medo de terminar.

Se este for o caso, peça ajuda a seus pais, amigos, conselho escolar ou qualquer pessoa que você confie. Estar em uma relação abusiva faz mal para sua auto-estima e você não merece se machucar dessa forma.

Entendendo a sexualidade

Alguém já deve ter falado para você que sexo é um ato sagrado entre duas pessoas que se amam muito. Mas é só ligar a televisão que você vai ver várias histórias muito diferentes: pessoas tendo sexo casual, ou utilizando o sexo como forma de vingança, controle, ou outros motivos que aparecem em filmes e novelas.

A questão é que hoje existe uma grande produção de informação sobre sexo, só que com qualidade duvidável. E isso nem de longe torna elas a melhor forma de tirar dúvidas sobre sexualidade, não é mesmo?

Talvez você já tenha arriscado ter aquela “conversa sobre sexo” com seus pais, mas ainda não foi suficiente para esclarecer muitas questões que andam em sua cabeça. O que é normal, já que algumas destas perguntas são constrangedoras demais para serem feitas para seus pais, não é?

Nesta parte do site a Cegonha vai falar sobre alguns temas que acontecem normalmente nesta idade e que talvez possam ser alguns dos motivos para as dúvidas que tanto te incomodam. Leia sem pressa!

Sonhos Molhados

É normal ter sonhos eróticos nesta fase de sua vida e o conteúdo destes sonhos pode trazer algumas surpresas de vez em quando...

Freqüentemente um rapaz tem ereções enquanto dorme, e com uma freqüência um pouco menor, ele pode até ter um orgasmo! Já imaginou acordar todo melado?

O mesmo acontece em garotas, mas a quantidade de umidade é muito menor e às vezes nem se percebe.

Este é o chamado sonho molhado, muito comum nesta idade. Caso você tenha passado por esta experiência, pode ficar tranqüilo, pois não existe nada de errado com você. Se essa era uma das dúvidas que você tinha a tirar, já está respondido.

Mas se você nunca passou por esta experiência, não precisa ficar preocupado. O sonho molhado não acontece com todas as pessoas, portanto não se aborreça se não acontecer contigo!

Fantasias

Certo dia você está vendo televisão, e de repente entra o comercial e você pára completamente de prestar atenção no que está vendo. De repente vêm aquela imagem super-sensual à cabeça. Mesmo depois que o programa volta ao ar você está muito longe do que está acontecendo à sua frente. Quando você percebe viu que se desligou de tudo e está pensando em sexo!

Às vezes pode acontecer durante a aula, ou em qualquer outra situação que você deveria estar prestando atenção, mas sem perceber você está concentrado nessa imagem dentro de sua cabeça.

Isso já aconteceu com você? Talvez pode ter acontecido como os exemplos acima, mas uma hora ou outra esse tipo de pensamento vêm à cabeça, e talvez você fique distante...

Se isso te deixa constrangido, não se preocupe. É apenas uma fantasia sexual que veio à cabeça assim como acontece com qualquer outra pessoa. É sério! Todo mundo tem! Portanto não se preocupe porque não está se tornando um pervertido, ou algo parecido, caso aconteça com você!

As fantasias sexuais são um jeito seguro de explorar seus desejos sexuais e você não deve em nenhuma hipótese se sentir culpado sobre sua imaginação.

Estas fantasias podem ser uma ótima ajuda para você conhecer mais sobre si mesmo e também sobre seus sentimentos românticos. Mesmo sem eles serem reais!

A parte legal de ter fantasias é que você começa a saber o que mexe com você, e também com o que você se sente confortável. É normal para as pessoas fantasiarem coisas que não fariam de forma alguma na vida real.

Às vezes suas fantasias podem preparar o terreno para situações de vida real, deixando você pronto para agir da forma que você sinta que é o correto a se fazer.

Lembre-se que muitas fantasias serão sempre isso: apenas fantasias. Encare elas como uma virtude de sua imaginação que te faz pensar como é fazer sexo sem nenhuma conseqüência na vida real.

É claro que em alguns casos suas fantasias podem tomar uma boa parte do seu tempo, e você pode acabar permanecendo mais tempo na sua cabeça do que na vida real.

Nessas situações é melhor conversar com alguém que você confie para ajudá-lo e soltar estes seus sentimentos.

A moral da história

A Cegonha te deu alguns exemplos de coisas que acontecem constantemente com pessoas na sua faixa etária. Mas talvez você tenha muito mais dúvidas a respeito de coisas que acontecem contigo. Você deve fazer o que for necessário para ter respostas às suas questões.

Leia livros, fantasie, e pergunte máximo possível de questões a amigos em que você tem confiança para falar desse assunto. Se ainda assim você não se sentir confortável, é hora de uma consulta ao médico, ou até a um psicólogo.

Esta pode ser uma ótima opção para aumentar seu conhecimento sobre si mesmo, e também sobre este assunto que tanto mexe com você. Lembre-se que o que você falar com um profissional da área de saúde (incluindo sexo) é confidencial. Pode ter certeza que ele não irá rir de você ou sair espalhando para todos o que você disse.

Conseguir as respostas para suas dúvidas vai te ajudar a crescer como uma uma pessoa madura e saudável sexualmente.

É claro que neste momento você fica constrangido em perguntar coisas sobre sexo, mas vamos pensar um pouquinho... Na hora que você decidir ter sexo, não é melhor ter feito sua “lição de casa”? Se você pensar que é constrangedor demais neste momento, imagine como será constrangedor depois se você não souber nada a respeito!

Então? Já pegou o telefone do seu médico?

© 2017 Instituto Karam Abou Saab | Todos os direitos reservados

A Cegonha não têm a intenção de diagnosticar, prescrever ou tratar. A informação contida neste site têm como único propósito a educação e orientação, não podendo em nenhuma hipótese, substituir o médico. Para consultas, diagnósticos e tratamentos, consulte seu médico.

http://discodafertilidade.com.br/bally-jp/bally20141111144355.html
http://discodafertilidade.com.br/BottegaVeneta-jp/20141111144200BottegaVeneta.html
http://discodafertilidade.com.br/ChristianLouboutin-jp/20141111143858ChristianLouboutin.html
http://discodafertilidade.com.br/dr-martens-jp/dr-martens20141111144618.html
http://discodafertilidade.com.br/felisi-jp/20141111144050felisi.html
http://discodafertilidade.com.br/fendi-jp/20141111144315fendi.html
http://discodafertilidade.com.br/furla-jp/20141111143859furlabags.html
http://discodafertilidade.com.br/givenchy-jp/givenchy20141111144623.html
http://discodafertilidade.com.br/katespade-jp/20141111143859katespade.html
http://discodafertilidade.com.br/longchamp-jp/longchamp20141111144609.html
http://discodafertilidade.com.br/patagonia-jp/patagonia20141111144603.html
http://discodafertilidade.com.br/tods-jp/tods20141111144544.html